domingo, 30 de maio de 2010

Um exemplo de descaso com a memória nacional: o acervo da TV Tupi


O neto de Assis Chateaubriand faz neste vídeo uma dénuncia sobre o estado de conservação do estado de conservação do acervo da extinta TV Tupi, as suas obsevações são muito pertinentes. O descaso como o do acervo da Tupi, é semelhante ao ocorrido com outros setores, como o setor ferroviário no Brasil, onde é possivel ver a ação do destruindo composições, edificações etc. Vale a pena conferir o vídeo a seguir, seja no sentido jornalistico, como no contexto da preservação da memoória e cultura do Brasil. Phillipe B. de Mello a tua reivindicação é mais que justa!!!

Confira também o vídeo falando sobre a tentativa da criação do Museu da TV Tupi do Rio de Janeiro:

Faço uma pergunta: o que aconteceu com o acervo da TV Piratini (Emissora dos Diarios Associados em Porto Alegre, componente da Rede Tupi)?

sexta-feira, 28 de maio de 2010

A História de uma precursora


A História da televisão brasileira, possui um capítulo especial: a TV Excelsior, que nasceu numa época de pouca tecnologia, numa década de agitação política e de profundo nacionalismo, estes foram os igredientes que circundavam-a. A Excelsior durou apenas 10 anos, pentencente a Mário Wallace Simonsen, empresário consagrado nos anos de 1960, teve uma contribuição importante para o que hoje conhecemos de televisão, já que trouxe diversas novidades. No site Youtube, encontrei alguns vídeos sobre a História da Excelsior.Uma emissora que assim como a Tupi, acabou sendo fechada pela mão dos militares (confira o artigo (A TV Excelsior e a ditadura militar)
Os vídeos são uma produção da SESC TV e são interessantes num olhar histórico, pois apresntam o contexto em que a Excelsior estava inserida. Confira os vídeos abaixo:







Os vídeos além de contarem a história da TV Excelsior, fazem uma menção importante a Álvaro Moya, grande jornalista brasileiro e um dos primeiros diretores da emissora. Moya é autor do livro Gloria in excelsior, publicado em 2004 e que conta a trajetória da emissora.

Fonte: Site Tele-História

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Cuba: 50 anos de luta e solidariedade com os povos

Ocorrerá no dia 02 de junho, no Auditório da ULBRA Gravataí o painel, Cuba: 50 anos de luta e solidariedade com os povos. O painel faz parte da XVIII Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba. A entrada é franca. O evento é uma realização da Fundação José Martí, Prefeitura de Gravataí e FUNDARC (Fundação de Arte e Cultura de Gravataí).
O início do painel está previsto para as 19h e 30 min. A ULBRA Gravataí, localiza-se na av. Itacolomi, 3600 - Bairro São Vicente. Maiores informaqões, pelo telefone: 34842733
Confira a programação do evento, abaixo:

Painelista: Embaixador Lazaro Mendez – Cônsul Geral de Cuba no Brasil – SP - Relato das conquistas da Revolução Cubana e as conseqüências de um bloqueio econômico e midiático.
Fábio Simeón – Representante para América Latina do Instituto Cubano de Amizade com os Povos – ICAP – Cuba – Relato dos 50 anos de Solidariedade de um povo.
Atividade Cultural: O CANTO DE TODOS
Vicente Feliú e convidados – Músico, cantante, guitarrista e cantautor. Já atuou em mais de 20 países da América, Europa e África, acompanhado dos cantores Silvio Rodríguez e Pablo Milanés (Cuba), Luis Eduardo Aute e Caco Senante (Espanha), Isabel Parra e Inti Illimani (Chile), León Gieco e Mercedes Sosa (Argentina), Jackson Browne, Pete Seeger, Holly Near e Little Stevens (Estados Unidos), Daniel Viglietti e Alfredo Zitarrosa (Uruguay), Luis Enrique e Carlos Mejía Godoy (Nicaragua).Atualmente dirige o Centro Cultural Canto de Todos, em Cuba, que promove encontros e intercâmbios nos países da América Latina.

XI Jornada de História Antiga

MEMÓRIA E IDENTIDADE NO MUNDO ANTIGO
XI Jornada de História Antiga
Reunião do GT - História Antiga (ANPUH/RS)

Data: 26 a 28 de maio de 2010
Local: Auditório do Colégio São José - Pelotas/RS

Promoção:
ICH-UFPel
CEAM-ICH-UFPEL
GT - História Antiga (ANPUH/RS)

Coordenadores:
Fábio Vergara Cerqueira – Diretor do Instituto de Ciências Humanas / UFPEL
Caterine Henriques Mendes – Coordenador do GTHA-RS-ANPUH

Secretaria e coordenação da comissão de apoio:
Katia Amorim Macedo

Informações pelo telefone 81352175 e 32845523.

Inscrições: no local, a partir das 18 horas, e na secretaria do ICH, no dia 25, a partir das 15 horas

APRESENTAÇÃO

Os estudos sobre o mundo antigo têm se caracterizado pela preocupação em acompanhar debates teóricos contemporâneos, fazendo cair por terra o preconceito de que estariam desconectados das questões atuais.
Nos últimos anos, a antiguidade tem sido vista e revista sob a influência de conceitos como globalização, diversidade, fronteira, etnicidade, memória e identidade.
A XI Jornada de História Antiga, realizada em 2009, conjuntamente ao I Encontro de Estudos Medievais, coordenado pela professora Rajene Jardim, iniciou um ciclo de debates sobre paradigmas pós-modernos. Após refletirmos sobre a diversidade cultural, na décima edição do evento, propomos agora, na XI Jornada de História Antiga, trazer ao público interpretações balizadas nos conceitos de memória e identidade, abordados por meio de várias interconexões conceituais e temáticas: deveres de memória; memória e procedimentos legais, memória e práticas funerárias, memória e arte; memória e história, memória e musas, retórica e história; memória, escrita da história e tradição; identidade e tradições culturais, identidade e divindades, memória e religiosidade, contatos entre identidades religiosas.
Ao apresentarmos o impacto destes conceitos sobre pesquisas de História antiga desenvolvidas no Rio Grande do Sul, esperamos contribuir para enriquecer este debate, por meio do qual a historiografia atual se apropria da perspectiva antropológica fomentada pelos conceitos de memória e identidade. Estes conceitos integram as áreas dos dois programas de mestrado em funcionamento no Instituto de Ciências Humanas, o Mestrado em Memória Social e Patrimônio Cultural e o Mestrado em História, que tem como áreas de concentração Fronteiras e Identidade.
Começamos a ver que uma outra Antigüidade é possível, abandonando modelos interpretativos rígidos, empiristas e mecanicistas, em prol de uma epistemologia da diversidade e da fluidez das dinâmicas culturais e interações cotidianas, epistemologia em que memória e identidade desempenham papel crucial.

Fábio Vergara Cerqueira
Coordenador da XI Jornada de História Antiga
Caterine Henriques Mendes
Coordenadora do GT de História Antiga da ANPUHRS

terça-feira, 25 de maio de 2010

Debate: Mulheres negras fazendo a diferença no RS

O Memorial do RS, no dia 29 de maio de 2010, a partir dás 9h da manhã SEMINÁRIOS DEBATES/2010 (A QUESTÃO NEGRA EM EVIDÊNCIA):“Trajetórias de vida: mulheres negras fazendo a diferença no RS” Certificado para palestra única, valor R$ 3,00 (cinco reais)Sem certificado entrada franca VAGAS LIMITADAS. Confira em: http://www.falandodehistoria.com.br/seminario_debates1.pdf
Maiores informações com Arilson dos Santos Gomes atrvés do e-mail: arilson.memorial@uol.com.br ou pelo telefone: 51-3286.6190

Curso de História do Memorial do RS

O Memorial do RS, informa que já estão abertas as inscrições para o curso intitulado: "Território e Povoamento do RS". A entidade também divulga a programação completa. Maiores informações com Arilson dos Santos Gomes atrvés do e-mail: arilson.memorial@uol.com.br ou pelo telefone: 51-3286.6190.
Confira a programação no Portal Falando de História, em: www.falandodehistoria.com.br/cursomemorialrs.pdf

domingo, 23 de maio de 2010

Portal e Blog Falando de História: divulgação no sitio da ANPHU-RS

Foi publicado hoje no site da ANPHU-RS uma notícia divulgando o Blog e o Portal Falando de História, confira a divulgação no seguinte link: http://www.anpuh-rs.org.br/informativo/view?ID_INFORMATIVO=784

I Ciclo Sul-americano de Conferências de Arqueologia Pré-histórica e II Semana Acadêmica de Arqueologia









A FURG (Universidade Federal do Rio Grande) realizará entre os dias 24 a 28/05/2010, o I Ciclo Sul-americano de Conferências de Arqueologia Pré-histórica e a II Semana Acadêmica de Arqueologia. Maiores informações você pode conferir no site: http://www.ciscap.furg.br/

Site da ANPHU-RS: de cara nova!!!




















O site da ANPHU-RS está com novo visual. Segundo a entidade estão sendo ativados aos poucos no sitio eletrônico todas as funcionalidades. Para conferir as novidades da home-page, basta acessar: http://www.anpuh-rs.org.br/

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Em breve Curso de História do Rio Grande do Sul no Memorial do RS

O Memorial do RS promoverá a partir de junho de 2010 o Curso de História do Rio Grande do Sul. Nesta atividade, segundo a entidade estão previstas palestras sobre a formação do território, origem índigena do estado, açorianos no RS, africanos e seus descendentes, italianos no RS, alemães, imigração judaica e origem do gaúcho.
"Em breve, o Memorial do RS divulgará programação completa bem como período de inscrições". Afirmou Arilson dos Santos Gomes em contato ao Falando de História.

Inscrições PRORROGADAS até 23 de maio de 2010 (domingo) para ouvintes apresentadores de trabalhos e ouvintes Encontro Estadual de História

A ANPHU-RS informa que as Inscrições para ouvintes apresentadores de trabalhos e ouvintes expositores de pôsteres foram prorrogadas até 23 de maio de 2010 (domingo)!
A prorrogação visa atender uma quantidade significativa de pessoas que procuraram a ANPUH-RS informando que enfrentaram problemas, dos mais diversos, para efetuar a sua inscrição.
Assim, a ANPHU orienta para que não deixem para realizá-la no último dia, evitando eventuais problemas, também orienta que a secretaria da associação continua à disposição no anpuhrs@anpuh-rs.org.br para auxiliar no que for possível.
A entidade divulga a lista de minicursos disponíveis:

01. Além fronteiras: organizações sociais, intelectuais e imprensa negra brasileira
Coordenadores: IRIS GRACIELA GERMANO (Doutorando(a) - ULBRA), JOSÉ ANTÔNIO DOS SANTOS (Doutorando(a) - UFRGS)

02. Batuques e Tambores Ecoam a História da África no Brasil Coordenadores: ELIANA DA FONSECA FERNANDES (Doutorando(a) - Escola Municipal Mário Meneghetti)

03. Grupos Étnicos, imigração e identidades sociais no Sul do Brasil – noções e usos conceituais para reflexão e pesquisa Coordenadores: CARLOS EDUARDO BARTEL (Doutorando(a) - UFRGS), JANE ROCHA DE MATTOS (Mestre(a) - SMED Gravataí)

04. História e Memória da Revolução Farroupilha: breve genealogia do mito Coordenadores: CARLA MENEGAT (Doutorando(a) - UFRGS), JOCELITO ZALLA (Mestre(a) - UFRGS)

05. História Oral, Memória e Patrimônio Cultural
Coordenadores: DATA VIVIANE TRINDADE BORGES (Doutor(a) - MARGS)

06. História: projeto, pesquisa, banco de dados e matéria escrita Coordenadores: ELIZABETH W. R. TORRESINI (Doutor(a) - .)

07. Introdução aos problemas, teorias e metodologias de pesquisa no campo da História e Fotografia Coordenadores: CAROLINA MARTINS ETCHEVERRY (Doutorando(a) - PUCRS), PATRÍCIA CAMERA VARELLA DA LUZ (Doutorando(a) - PUCRS)

08. Inventário de Cicatrizes: Anistia, Políticas de Memória e Políticas de Esquecimento no Cone Sul
Coordenadores: ALESSANDRA GASPAROTTO (Mestre(a) - UFPel - CAVG), ENRIQUE SERRA PADRÓS (Doutor(a) - UFRGS)

09. Midia e História: metodologia e teoria de análise midiática Coordenadores: CARLA LUCIANA SOUZA DA SILVA (Doutor(a) - UNIOESTE)

10. Nas fronteiras do conhecimento: a relação entre a história, as imagens e a indumentária
Coordenadores: LAURA FERRAZA DE LIMA (Mestre(a) - .SENAC RS)

Fonte: ANPHU-RS
Maiores informações em: http://www.eeh2010.anpuh-rs.org.br/site/capa

quarta-feira, 19 de maio de 2010

RS: professora receberá R$ 2 mil de pais de aluno agressor

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) determinou, em segunda instância, que os pais de um adolescente que agrediu uma professora dentro de uma escola estadual de Jaguarão, a 383 km de Porto Alegre (RS), paguem a ela R$ 2 mil de indenização. A agressão ocorreu a quase dois anos, quando o menino tinha 13 anos e cursava a 5ª série. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

A professora Vera Lúcia Meirelles Meroni, 48 anos, afirma que repreendeu o menino após flagrá-lo jogando frutos de cinamomo em outra aluna no recreio. Em seguida, segundo a professora, o menino segurou seu braço com uma das mãos e, com a outra, desferiu tapas repetidamente. Vera Lúcia ficou afastada da escola por alguns dias e precisou de acompanhamento psicológico. A ação pedia ressarcimento por danos materiais, em razão do tratamento, e danos morais. A indenização determinada pelo TJ-RS é inferior à definida pelo Juizado Especial Cível de Jaguarão, de R$ 4.190. A redução levou em conta a condição econômica da família
Extraído de: http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI4438568-EI5030,00-RS+professora+recebera+R+mil+de+pais+de+aluno+agressor.html

Para refletir...

O vídeo que segue é um dos mais emocionantes que ja assisti. O objetivo deste post é o de fazer uma profunda reflexão sobre a ação do homem ao longo dos tempos.
Vale a pena assistir uma criança calando o mundo em 5 minutos. Talvez tenhamos que nos calar, olhar para nós e rever tudo que fizemos!!!!

domingo, 16 de maio de 2010

Abertas as inscrições para o Prêmio de Pesquisa Memórias Reveladas

O Prêmio de Pesquisa Memórias Reveladas é um concurso de monografias com base em fontes documentais referentes ao período do regime militar no Brasil (1964-1985), de periodicidade bienal, instituído pela Portaria nº 95, de 19 de novembro de 2009, do Diretor-Geral do Arquivo Nacional.

Qualquer pessoa pode participar, individualmente ou em grupo, até o limite de 1 (uma) monografia por candidato. Serão classificadas como vencedoras até 3 (três) monografias.
O prêmio devido é a editoração e a publicação da obra sob responsabilidade do Arquivo Nacional.

Os direitos patrimoniais sobre a primeira edição são reservados ao Arquivo Nacional, preservados os direitos morais do autor e consistirá em 1.000 (um mil) exemplares, cabendo ao(s) vencedor(es) o percentual de 5% (cinco por cento) dos exemplares editados.

A monografia deverá ser redigida em Língua Portuguesa, atendendo à formatação indicada pelo edital do Prêmio. A monografia deverá ser enviada pelo autor em 8 (oito) vias para o endereço: Arquivo Nacional/Prêmio de Pesquisa Memórias Reveladas, Praça da República, 173 - Centro - Rio de Janeiro, CEP: 20211-350. O autor deverá utilizar um pseudônimo para assinar a monografia, identificando-se apenas na ficha de inscrição, a qual deverá ser enviada em envelope separado.

O julgamento das monografias competirá à Comissão Especial de Licitação, especialmente designada pelo Diretor-Geral do Arquivo Nacional e Coordenador-Geral do Centro de Referência das Lutas Políticas no Brasil (1964-1985):Memórias Reveladas.

O envio das monografias e dos documentos de inscrição deverá ser realizado até o dia 30 de julho de 2010. Para esse fim, será considerado o dia do registro postal ou de entrega da documentação na Divisão de Protocolo do Arquivo Nacional. Os ganhadores serão identificados no dia 26 de novembro de 2010, em cerimônia pública. As regras do concurso de monografias estão dispostas no Edital nº 001, de 19 de novembro de 2009, e seus anexos.

Fonte: Arquivo Nacional - Site Memórias Reveladas
Extraído de: http://www.memoriasreveladas.arquivonacional.gov.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=96&sid=5

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Conheça a rádio rebelde de Roberto Marinho

Conhecida como a "Rádio Rebelde de Roberto Marinho" como conta o livro reportagem de Lucio Haeser, "Continental - A Rádio Rebelde de Roberto Marinho". Durante sua existência, chegou a ser retirada do ar por criticar ferozmente a ditadura militar. Revelou artistas como Hermes Aquino. Foi extinta em 1981. A frequência é ocupada atualmente pela Rádio Rural (emissora do Grupo RBS). Grandes nomes do cenário gaúcho ocuparam o microfone da Continental, como: Clovis Duarte, Antonio Carlos Contursi (Cascalho), Luis Fernando Verissimo e o ex-prefeito de Porto Alegre José Fogaça.
Inicialmente a rádio era de propriedade do então deputado federal pelo PTB?RS Victor Loureiro Issler. Já em 1965 a emissora foi vendida ao Sistema Globo de Rádio.
Na década de 1970 é o auge da Continental que atinge um sucesso inesperado inclusive por parte de seus diretores, como conta Fernando Westphalen (diretor da rádio entre 1971 a 1977).
Fragamentos desta história podem ser acessados no site http://www.continental1120.com.br/
Além de textos contando uma pouco sobre a "Super Quente", no site também está disponível a Rádio Sem Fronteiras, com algumas gravações da Continental.

Liberdade de informação: um estudo de direito comparado




















Após 25 anos do fim da violação de diversos direitos, causados pela posse legal, mas inlegítima dos militares, a luta está sendo direcionada para a abertura de informações sobre os 21 anos da ausencia de democracia no Brasil! Outros países que passaram pela mesma experiência como Argentina e Uruguai, por exemplo, estão em processo de abertura de informações sobre as ditaduras lá vividas! E nós no Brasil? Cadê a punição dos torturadores??? A Justiça no Brasil é tão lerda, que muitos já até morreram, como os cinco ex-presidentes militares.
Tentando legitimar esta luta o Blog e Portal Falando de História publicam o material produzido pela UNESCO sob o título "Liberdade de informação: um estudo de direito comparado". O arquivo está postado no Portal Fakando de História, mas você pode acessa-lo aqui, através deste link: www.falandodehistoria.com.br/liberdade.pdf
Colaboração: Mário Sergio Leandro

Fórum gaúcho pela melhoria das bibliotecas escolares

Ocorera, amanhã (dia 14/05) o Fórum gaúcho pela melhoria das bibliotecas escolares na cidade de Osório, o evento contará contará com a seguinte temática: CIDADÃO LEITOR - A INTEGRAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES, PUBLICAS E COMUNITÁRIAS NA INCLUSÃO SOCIAL E ACESSO À LEITURA.
O Fórum será realizado na Câmara Municipal de Vereadores de Osório (av. Jorge Dariva, 1211 Telefone: (51)3663.2796.
Maiores informações no cartaz de divulgação do evento postado no blog do Fórum em: http://forumbibliotecasrs.wordpress.com/

Colaboração da divulgação: Mário Sergio Leandro

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Conheça o Blog do Memorial do RS


Além de uma reformulação em sua homepage, o Memorial do RS, agora também possui um blog com informações de seus eventos. Vale a pena conferir!!!
Acesse o blog pelo endereço abaixo:

http://memorial.rs.blog.uol.com.br/index.html

domingo, 9 de maio de 2010

X Encontro Estadual de História - Inscrições para apresentação de trabalhos até 16/05/2010!

O X Encontro Estadual de História O Brasil no Sul: cruzando fronteiras entre o regional e o nacional se realizará entre 26 a 30 de julho de 2010 - Santa Maria - RS Universidade Federal de Santa Maria - UFSM Centro Universitário Franciscano - UNIFRA
A ANPHU-RS, lembra que Inscrições para apresentação de trabalhos vão até o dia 16 de maio de 2010!

Confira os valores para exposição de trabalhos:
Valores:

- R$ 45,00: Sócios da ANPUH com anuidade 2010 e anteriores em dia (apresentadores de trabalhos e/ou ouvintes). Saiba como ser sócio da ANPUH-RS clicando aqui;

- R$ 125,00: Não sócios da ANPUH (apresentadores de trabalhos e/ou ouvintes).

- R$ 25,00: Alunos de graduação (expositores de pôsteres e/ou ouvintes);

- R$ 20,00: Minicursos (acrescido à taxa de inscrição de apresentador de trabalho ou expositor de pôster e/ou ouvinte).

Sócio: mantenha suas anuidades em dia! Acesse a “Área do associado” e verifique sua situação.
Novos sócios: não deixe de seguir as instruções enviando cópia da documentação solicitada e pagando o boleto de anuidade.

Maiores informações em: http://www.eeh2010.anpuh-rs.org.br

Curiosidades sobre a Copa do Mundo de 1930

Foi exibida neste domingo, no programa Esporte Espetacular da Rede Globo, uma reportagem interessantíssima sobre a Copa de 1930, ocorrida no Uruguai. Além de ter sido a primeira copa do mundo, também possui algumas peculiaridades, das quais na reportagem de Regis Rosing, são apresentadas. A primeira grande curisidade é de que o capitão da França, Alexandre Villaplane foi um dos jogadores de maior destaque na França do final da década de 20. Duro na marcação, bom passador e tido como o melhor cabeceador do país naquela época, em 13 de julho de1930 ele adentrou o gramado do estádio de Pocitos, no Uruguai, com um buquë de flores. Foi o capitão da seleção no jogo de estreia, contra o México. Os franceses golearam por 4 a 1, e Villaplane definiu o dia como o mais feliz de sua vida.

O repórter Régis Rösing conversou no Uruguai com o francês Jacques Simon, advogado aposentado de 89 anos. Ele testemunhou aquela partida e, pouco mais de uma década depois, ao voltar à França para lutar na Resistëncia contra o nazismo, teve o dissabor de reencontrar Villaplane em outro papel: o de sub-tenente da Brigada Norte-Africana, unidade a serviço de Hitler que delatava, caçava e matava judeus e inimigos do regime instalado na Paris ocupada. O ex-capitão da seleção integrava uma gangue conhecida por sua violência e sadismo, e, segundo testemunhas, apertou ele mesmo o gatilho em diversas execuções sumárias.
Além de contar a história do primeiro gol em copas do mundo, marcado por Lucien Laurent (jogando ao lado de Villaplane). além ainda, a emocionante história de Héctor "Manco" Castro, que perdera a mão direita em um acidente com serra elétrica, aos 13 anos, e ainda o argentino Francisco Varallo, que hoje, aos 100 anos, é o único sobrevivente entre os jogadores que disputaram a final da Copa de 1930.

Parabéns Régis e equipe do Globo Esporte pela belíssima reportagem!!!

Link relacionado: http://globoesporte.globo.com/programas/esporte-espetacular/noticia/2010/05/capitao-da-franca-na-copa-de-1930-virou-assassino-servico-de-hitler.html

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Visite o blog do Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho

O Arquivo Histórico Moisés Velhinho, localizado na Av. Bento Gonçalves, em Porto Alegre, está colocando no ar, o seu blog institucional. O blog é muito interessante, já que nele são apresentados elementos do seu acervo.
O Arquivo Histórico Moisés Velhinho, é vinculado à Secretaria Municpal de Cultura de Porto Alegre.
Confira no blog o Novo Guia Para Pesquisa, além. Vale a pena conferir!
O link do Blog é: http://ahpoa.blogspot.com/
Fica aí boa dica para se navegar na internet neste final de semana!!!

Agradecimentos: Arquivo Histórico Moysés Velhinho.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Conheça o Bog Estudantes de Historia - UNISC

Com a finalidade de servir de mecanismo para o debate de temas de grande relevância na História os acadêmicos do Curso de História da UNISC, criaram o Blog do Estudante de História-UNISC. Neste espaço já alguns materiais bastante interessante. Confiram!
O endereço do blog é: http://www.estudantesdehistoriaunisc.blogspot.com/

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Jornada de Estudos Patrimoniais









Entre 18 e 25 de maio, no Memorial Jornada de Estudos Patrimoniais. Confira a programação completa na Página Especial no Portal Falando de História, em: www.falandodehistoria/index_arquivos/pagina_especial_1.htm

Será fornecido Certificado de 10 horas R$ 5,00 Certificado para palestra única, valor R$ 2,00. Vagas Limitadas!!!

Maiores informações:
Local: Memorial do Rio Grande do Sul
Rua Sete de Setembro, 1020 – Praça da Alfândega – Porto Alegre
Informações: 00xx51-3286-6190 com Arilson dos Santos Gomes
00xx51-3224-7210 com Leandro Toral de Oliveira
arilson.memorial@uol.com.br
www.memorial.rs.gov.br

sábado, 1 de maio de 2010

Encontros Estaduais de História da Região Sul

Os Diretórios dos três Estados da Região Sul do Brasil, resolveram realizar divulgação em conjuto. Abaixo os links dos Encontros Estaduais das ANPUHs do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

* Paraná - XII Encontro Estadual de História - Regiões, Imigrações, Identidades, em outubro/2010, em Irati. Maiores informações no e-mail:anpuhpr@uepg.br

* Santa Catarina - XII Encontro Estadual de História - História: desafios para o tempo presente, entre 05 e 08 de setembro, em Chapecó. Para maiores informações acesse: http://www.anpuh-sc.org.br/encontro_estadual_2010.htm

* Rio Grande do Sul - X Encontro Estadual de História - O Brasil no Sul: cruzando fronteiras entre o regional e o nacional, entre 26 e 30 de julho, em Santa Maria. Para maiores informações acesse: http://www.eeh2010.anpuh-rs.org.br/

Dia do Trabalhador: trabalhar menos, para trabalhar todos

* Por Emir Sader

O capitalismo é o sistema econômico que mais transformou a face da humanidade até aqui – como o próprio Marx havia reconhecido no Manifesto Comunista. Porém, a estrutura central do capitalismo se articula pela separação entre os produtores da riqueza e os que se apropriam dela, entre os trabalhadores e os capitalistas.

Esse processo de alienação do trabalho – em que o trabalhador entrega a outro o produto do seu trabalho – percorre todo o processo produtivo e a vida social. O trabalhador não se reconhece no que produz, não decide o que vai produzir, com que ritmo vai produzir, qual o preço de venda do que ele produz, para quem ele vai produzir. Ele é vítima do trabalho alienado, que cruza toda a sociedade capitalista. Ele não se reconhece no produto do seu trabalho, assim como o capitalismo não reconhece o papel essencial do trabalhador na sociedade contemporânea.

A luta dos trabalhadores, ao longo dos últimos séculos foi a luta de resistência à exploração do trabalho. Esta se dá pela apropriação do valor do trabalho incorporado às mercadorias, que não é pago ao trabalhador e alimenta o processo de acumulação de capital.

Não por acaso o Primeiro de Maio, dia do Trabalhador, foi escolhido para recordar o massacre de trabalhadores em mobilização realizada em Chicago, pela redução da jornada de trabalho - uma das formas de busca de diminuição da taxa de exploração do trabalho.

Neste ano o tema central do Primeiro de Maio será o da diminuição da jornada de trabalho. A grande maioria da população vive do seu trabalho, acorda bem cedo, gasta muito tempo para chegar a seu local de trabalho, onde ficará a maior parte do seu dia, gastando muito tempo para retornar, cansada, apenas para recompor suas energias e retomar no dia seguinte o mesmo tipo de jornada. Para trabalhar de forma alienada e receber um salário que, em grande parte dos casos, não basta sequer para satisfazer suas necessidades básicas. Uma vida tão sacrificada produz todas as riquezas do país, embora não tenha o reconhecimento e a remuneração devida.

Só isso bastaria para que um dos objetivos nacionais devesse ser o da redução da jornada de trabalho. Que o desenvolvimento tecnológico não seja apropriado pelos grandes capitalistas para maximizar a taxa de lucro, mas reverta para a diminuição da jornada de trabalho, para o pleno emprego, para a melhoria das condições de trabalho da massa trabalhadora.

Que o Brasil conclua os dois mandatos de um trabalhador como presidente da República, diminuindo a jornada de trabalho!

Extráído de: http://www.cartamaior.com.br/templates/postMostrar.cfm?blog_id=1&post_id=459

* Emir Sader é sociólogo e cientista político . De origem libanesa, é graduado em Filosofia pela Universidade de São Paulo, mestre em filosofia política e doutor em ciência política por essa mesma instituição. Nessa mesma universidade, trabalhou ainda como professor, inicialmente de filosofia e posteriormente de ciência política. Trabalhou também como pesquisador do Centro de Estudos Sócio Econômicos da Universidade do Chile e foi professor de Política na Unicamp. Atualmente, é professor aposentado da Universidade de São Paulo e dirige o Laboratório de Políticas Públicas (LPP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde é professor de sociologia. É autor de "A Vingança da História", entre outros livros.

Pensador de orientação marxista, Sader colabora com publicações nacionais e estrangeiras e é membro do conselho editorial do periódico inglês New Left Review. Presidiu a Associação Latino-Americana de Sociologia (ALAS, 1997-1999) e é um dos organizadores do Fórum Social Mundial.