domingo, 20 de junho de 2010

Fundação Bienal do Mercosul tem novo presidente

A Fundação Bienal do Mercosul tem a alegria de comunicar que tomou posse, no último dia 14 de junho em Porto Alegre/RS, o presidente da gestão 2010/2011. O empresário Luiz Carlos Mandelli assume a missão de conduzir os trabalhos para a realização da 8ª Bienal do Mercosul. Cerca de 120 convidados compareceram ao evento na Fundação Iberê Camargo, que contou com a presença do presidente do Conselho de Administração da Fundação Bienal, Dr. Jorge Gerdau Johannpeter. Na ocasião, o presidente do Conselho fez uma homenagem à diretoria da 7ª Bienal do Mercosul, que foi presidida pelo economista Mauro Knijnik.
Nome reconhecido no meio empresarial, Luiz Carlos Mandelli, 68 anos, é membro do Conselho de Administração da Fundação Bienal do Mercosul desde a sua constituição, em 1996. Natural de Porto Alegre, o novo presidente é Diretor Presidente da DHB – Componentes Automotivos S/A. Foi apontado cinco vezes como Líder Empresarial Nacional pelo jornal Gazeta Mercantil no período de 1980 a 1993. Durante dez anos, de 1983 a 1993 foi Presidente do SESI/SENAI e, entre 1986 e 1993, acumulou a função de Presidente da FIERGS - Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul. Em 1988, foi eleito Membro do Conselho Empresarial de Competitividade. Um ano mais tarde, foi eleito coordenador do COAL - Coordenadoria de Assuntos Legislativos da CNI – Confederação Nacional da Indústria. Em 1991 foi nomeado pela ADVB-RS como “O Homem de Vendas do Ano” e tornou-se Membro do CEAL - Conselho de Empresários da América Latina. No período de 1991 a 1993 foi Coordenador Geral do Conselho Empresarial de Competitividade, trabalhando diretamente com o Ministro da Fazenda da época a fim de melhorar a competitividade brasileira. Em 1994 foi nomeado Membro do Conselho Empresarial do Ministério de Relações Exteriores. De 1989 a 1995, representou o País em diversas missões internacionais como Vice-Presidente na CNI – Confederação Nacional da Indústria. Em 1995 foi nomeado pelo Presidente Fernando Henrique Cardoso como membro do Conselho da Reforma do Estado, vinculado ao MARE – Ministério da Administração e Reforma do Estado.
Os membros que irão compor a nova diretoria e o curador-geral da próxima Bienal deverão ser divulgados em breve, segundo a instituição.
Texto: Fundação Bienal do Mercosul

0 comentários:

Postar um comentário