segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Deputados e presidente da Comissão de Anistia criticam revisão de indenizações

Deputados e familiares de vítimas da ditadura militar condenaram nesta segunda-feira a decisão do Tribunal de Contas da União de revisar indenizações concedidas a perseguidos políticos. O tribunal decidiu na última quinta-feira que fará a revisão de indenizações de valores elevados. A medida poderá afetar cerca de R$ 4 bilhões em benefícios já aprovados nos últimos oito anos. "Não podemos aceitar que o tribunal reformule uma decisão soberana. O Tribunal de Contas da União não pode querer tirar a anistia", afirmou Luiz Couto (PT-PB). Pedro Wilson (PT-GO), por sua vez, elogiou os avanços alcançados durante o governo Lula na questão da anistia, mas ressaltou que ainda há muito por fazer. O presidente da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, Paulo Abrão, também criticou a decisão do Tribunal de Contas da União: "Um país para ser considerado digno não pode retroceder em matéria de direitos humanos".
Extraído de: http://poncheverde.blogspot.com/2010/08/deputados-e-presidente-da-comissao-de.html

0 comentários:

Postar um comentário