sábado, 2 de outubro de 2010

Anita Garibaldi, Tratado de Tordesilhas e Laguna

Por: Noé Gomes


Assinado entre Espanha e Portugal em 1494, o Tratado de Tordesilhas, teve como função dividir as terras "descobertas e por descobrir" por ambas as Coroas no novo continente. O tratado definia como linha de demarcação o meridiano 370 léguas a oeste da ilha de Santo Antão no arquipélago de Cabo Verde. Esta linha estava situada a meio-caminho entre estas ilhas (então portuguesas) e as ilhas das Caraíbas descobertas por Cristovão Colombo em 1492.



As fronteiras do Brasil



Pelo Tratado assinado pelos hispânicos e lusitanos, o Brasil não teria os traços que nós conhecemos, ficaram de fora o atual estado do Acre (que viria ser anexado ao Brasil no início do século XX e que pertencia a Bolívia anteriormente), Rio Grande do Sul entre outros estados. A linha divisória chegava até a cidade de Laguna, onde as terras posteriores
, eram de posse da Coroa Espanhola.

No caso do Rio Grande do Sul, o seu terrítório contou com o famoso episódio dos Sete Povos das Missões, que no final do século XVIII, caíram em decadência devido a brigas pelo território entre as metrópoles ibéricas.


Por este fato na própria historiografia do Rio Grande do Sul, podemos detectar a presença de duas linhas de estudo deste estado: a matriz lusitâna, que defende que o Rio Grande do Sul teve uma formação de cunho português e a platina que aponta que o Rio Grande do Sul vai ter uma formação hispânica, portanto diferente do resto do Brasil. Hoje é muto comum aceitarmos as duas correntes, haja visto que realmente houve a presença destes dois colonizadores.

Anita Garibaldi

A poucos dias, o Rio Grande do Sul, viveu as comemorações da Guerra ou Revolução Farroupilha.


A rebelião dos pecuristas gaúchois ocorrida durante o Período Regencial brasileiro, teve como uma de suas personagens, Ana Maria de Jesus Ribeiro, mais conhecida como Anita Garibaldi, que recebeu o sobrenome Garibaldi, devido o seu casamento com com o italiano Giusepe Garibaldi então um dos lídetes da contenda farroupilha.


Anita faleceu na Itália, ao lado de Garibaldi e seus filhos. Ate hoje há uma disputa entre o Brasil e a Itália sobre os seus restos mortais que permanecem até hoje naquele país.


Considerada uma heroína na Itália, Anita participou da unificação da Península Itálica ocorrida no final do século XIX.


Também no Brasil, Anita Garibaldi é reverenciada, na sua cidade natal é possível ver o reconhecimento pela sua atuação, na República Juliana, proclamada por David Canabarro e Giusepe Garibaldi


Laguna tem uma importância histórica não só para Santa Catarina, mas também para o Rio Grande do Sul, pois um dos seus episódios mais marcantes, contou com a presença de Anita Garibaldi, que percorreu o Rio Grande do Sul e atuou de maneira importante contra o Império Brasileiro.


Estive alguns dias atrás na Praça Anita Garibaldi em Porto Alegre, onde com grande tristeza noitei que o monumento a Anita e Giusepe Garibaldi está completamente pichado por vândalos. É incrível a falta de consciência e respeito. Além da praça.
Também deixo no final deste post, um vídeo sobre o Museu Anita Garibaldi,



Referencias


  1. SANT'ANA, Elma, Garibaldi e as Repúblicas do Sul. Edição Eletrônica (17 Mb). Cadernos de História, Memorial do Rio Grande do Sul.

  2. A República Catarinense e Anita Garibaldi. Governo do Estado de Santa Catarina. Página visitada em 17 de janeiro de 2009.

  3. GUTFREIND, Ieda. Historiografia rio-grandense. Porto Alegre: Editora da Universidade/UFRGS, 1992.

0 comentários:

Postar um comentário