sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Raízes de Alvorada no evento Dos Ofícios de Clio II: limites e desafios da multidisciplinaridade

Ontem (dia 25 de novembro), no evento "Dos Ofícios de Clio II: limites e desafios da multidisciplinaridade", a experiencia do Projeto Conhcer para Preservar, foi exposta, ao lado de outros trabalhos, Mário Sergio Leandro* e Noé Gomes**, ambos ex-estagiários da Secretaria Municipal de Cultura de Alvorada, relataram a experiência do projeto, desde dificuldades como a satisfação de ver a participação da comunidade e a preocupação com o acervo documental, produzido pelo projeto.
Noé Gomes, salientou "Há um acervo de entrevistas, de levantamento genealógico, cartas de cessões, entre outros documentos, que precisam ser conservados e que sinceramente, por não ter tido mais contato com os mesmos, não sei se estão tendo um tratamento adequado!".
Ambos, os expositores levantaram a necessidade de se trabalhar com a obra, de trazê-la mais próxima da população.
Lançada em 2006 na 52ª Feira do Livro de Alevorada, a obra "Raízes de Alvorada: Memória, História e Pertencimento", constituí em uma fonte primária da História de Alvorada. Com mais de 600 páginas, a obra contempla a participação de diversos segmentos que contribuíram para a construção da cidade, como comércio, educação, cultura, etc.
O Raízes de Alvorada, teve como organizadora a professora Véra Lucia Maciel Barroso da FAPA. O projeto foi desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Alvorada através das Secretarias de Educação e Cultura bem como a Secretaria de Estado da Cultura e FAPA.
A ausência de uma política de preservação documental por parte do Poder Público Municipal, foi exposta. Mário Sergio Leandro, lembra que: "Apesar de termos uma obra que resgata a História da cidade, ainda carecemos da preservação (por falta de espaço) da documentação produzida pela administração pública, já que a cidade não possuí um arquivo público e um museu."
Também foi ressaltado que a partir do Raízes, surgiram outros trabalhos como o livro "Alvorada Tradicionalista" lançado em 2007, a publicação de texto sobre o Passo do Feijó (denominação de Alvorada, quando 7º Distrito de Viamão, antes de sua emancipação) de Mário Sérgio Leandro e Noé Gomes e no prelo no futuro"Raízes de Gravataí" o texto de autoria de Noé Gomes "A IMPORTÂNCIA DO PASSO DAS CANOAS PARA GRAVATAÍ E ALVORADA"
Mário Sergio Leandro, ressaltou que antes do Raízes de Alvorada, houve a publicação do livro "Raízes de Nossa Terra" de Aúrea Célia Malta, ex-professora da Rede Pública Municpal de Alvorada.
Confira algumas fotos do evento no Blog do GT Acervos, no post"Dos Ofícios de Clio II: limites e desafios da multidisciplinaridade"
_________________________________________________________________
* Atualmente Mário Sergio Leandro é aluno do curso técnico e graduação de Biblioteconomia da UFRGS
** Noé Gomes é graduando em História pela ULBRA e professor da Rede Pública Estadual de Educação do Rio Grande do Sul
Imagem: capa do Livro Raízes de Alvorada - site EST Editora

0 comentários:

Postar um comentário