sábado, 18 de dezembro de 2010

Maio de 1968

O mês de Maio de 1968, simboliza um marco para a História do Século XX. A revolta iniciada pelos estudantes franceses, teve como elementos uma geração dizimada pela 1ª Guerra Mundial; a invasão humilhante de Adolf Hitler a Paris; um clima de revolta na população,  a França dos anos de 1960, sob o comando do general Charles De Gaulle, era uma sociedade culturalmente conservadora e fechada, vivendo ainda o reflexo das perdas sofridas durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).
Lembrarmos que nas escolas francesas, as crianças eram disciplinadas com rigidez, ass mulheres francesas tinham o costume de pedir autorização aos maridos para expressarem uma opinião. A homossexualidade era diagnosticada pelos médicos como uma doença.
O berço da revolução, que deu o contorno  político-social contemporâneo, a "Revolução Francesa", vivia um momento de uma efervescência de ideias. 
O Maio francês rapidamente repercutiu em vários países da Europa e do mundo, de uma forma direta e imediata. As ocupações de universidades se multiplicaram a partir da França, e ocorreu a expansão das mobilizações entre os trabalhadores europeus e latino-americanos, em muitos casos em aliança com os estudantes. O movimento francês teve início na Universidade de Nanterre, nos arredores de Paris, que foi cercada no final de abril por estudantes liderados por Daniel Cohn-Bendit. Em 5 de maio, cerca de 10 mil estudantes entraram em choque com policiais no bairro laitino Quartier Latin, em Paris, em um protesto contra o fechamento de outra universidade francesa, a Sorbonne, em Paris.  Teve dois fatos marcantes a "Noite das Barricadas" e a "Greve Geral contra De Gaulle".
No  artigo, publicado no site História e História, Rafael Leite Ferreira,  intitulado: "Das salas de aula às barricadas: a rebeldia estudantil e seus significados. França, maio de 1968." faz uma reflexão bastante interessante sobre este movimento.
Os ecos do Maio francês, foram sentidos na "Passeata dos Cem Mil"  realizada  em memória ao  estudante paraense Edson Luís de Lima Souto, de 16 anos, que foi  morto pela polícia no restaurante Calabouço, no Rio de Janeiro, Brasil. Secundarista e pobre, quando Edson estava almoçando no restaurante quando foi mortalmente baleado. Ao contrário do que o governo publicou na época, Edson não era líder estudantil nem participava de confrontos armados. A morte de Edson Luís virou um marco na luta estudantil contra a ditadura. Seu enterro foi histórico, unindo centenas de pessoas em protesto, repúdio e luto.


Velório do estudante Edson Luis

Referências:
Blog aisdeprata-e-pixels. Maio de 68, conflito de gerações? Disponível em: http://saisdeprata-e-pixels.blogspot.com/feeds/posts/default?start-index=89&max-results=22 .(Acesso: 18.dez.2010)

QUATTROCCHI, Angelo; NAIRN, Tom. O começo do fim. Rio de Janeiro: Record, 1998.

Folha Online.Conheça alguns dos principais conflitos ocorridos no mundo em 1968.
Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u396744.shtml (Acesso: 18.dez.2010)
 
________. Para Daniel Cohn-Bendit, Maio de 68 foi "conquista da liberdade" Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u396770.shtml (Acesso: 18.dez.2010)
 
________. Maio de 68 foi auge da década em que jovens "aceleraram" a história. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u396547.shtml (Acesso: 18.dez.2010)

________. Saiba como o movimento estudantil francês se espalhou pela Europa. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u396757.shtml (Acesso: 18.dez.2010)

0 comentários:

Postar um comentário