sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Entrevista Cabo Anselmo dos Santos

Cabo Anselmo diz não se considerar um
traidor dos movimentos de esquerda
durante a ditadura

José Anselmo dos Santos, 67, conhecido como Cabo Anselmo, disse não se considerar um traidor. Em entrevista ao Canal Livre deste domingo, Anselmo afirmou: “Em relação a essas questões da luta armada, de maneira nenhuma me considero um traidor, pelo contrário”.
Anselmo liderou a Revolta dos Marinheiros, em 1964 - episódio considerado um dos estopins do golpe militar daquele ano. Cassado e expulso da Marinha, entrou para a luta armada.
Depois de preso e torturado, mudou de lado e trabalhou para a polícia como delator. Tachado de traidor, cabo Anselmo diz que traiu sim - a pátria, e não o movimento comunista. O ex-marinheiro teria sido responsável pela morte de todos os integrantes de uma célula da guerrilha da qual ele fazia parte com sua namorada, grávida de quatro meses. Ela também morreu no episódio. Na entrevista, ele afirma que não sabia que ela iria morrer. “Em nenhum momento, eu imaginava que o final fosse esse.”


Texto: Site E-Band

Conftira a entrevista concedida por Anselmo ao programa Canal Livre no dia 31 de agosto de 2008.









0 comentários:

Postar um comentário