quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

"Não há demanda por uma educação de maior qualidade",

No dia 09 de fevereiro, o economista Gustavo Ioschpe, concedeu uma entrevista a Lasier Martins que me pareceu bastante interessante para uma reflexão. Não concordo com muitos dos seus pontos de vista, mas é preciso ouvir para podermos emitir uma opinião.
Por isso que publicamos o artigo "Mudar os professores ou quem fala sobre eles"  de autoria do Prof. Helcio Mello, como uma forma de protesto contra todos aqueles que não atuam em sala de aula e que emitem opiniões nos meios de comunicação.
Penso ser válido para uma reflexão escutarmos esta entrevista, para um levantamento das nossas opiniões.
Mas uma coisa tem que ser dita. Porquê não há professores que falem sobre educação em colunas especializadas nos grandes jornais, rádios e mídia em geral?

Mais:
Sinopse da Entrevista (site Rádio Gaúcha):
Levantamento de ONG revela que a distorção entre a idade dos estudantes e a série que frequentam coloca o Rio Grande do Sul em posições modestas em ranking nacional. O maior obstáculo é o problema da chamada distorção série-idade. Nos colégios públicos, 35% dos alunos não estão na série em que deveriam estar - o que deixa o Estado em 11º lugar no ranking nacional. Na particular, o desempenho é seis vezes melhor, 5,9%, mas, ainda assim, os gaúchos ocupam apenas a 7ª posição na comparação com o mesmo sistema das demais regiões. O especialista em Economia da Educação, Gustavo Ioschpe, diz que a maioria da população está satisfeita com o setor e não há uma demanda por uma educação de maior qualidade. O economista também afirma que um professor da escola particular tem uma missão muito mais fácil do que um de escola da rede pública

0 comentários:

Postar um comentário