quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

População se une no Egito para evitar destruição do Museu do Cairo

Mesmo assim, saqueadores invadiram o prédio pelo telhado, quebraram objetos, roubaram a lojinha de presentes e danificaram duas múmias.


Em meio aos protestos no Egito, vândalos danificaram parte de um patrimônio da humanidade. E o estrago poderia ter sido bem maior.

O alvo dos manifestantes era o prédio do Partido Nacional Democrático, de Hosni Mubarak, mas quando as chamas aumentaram, a multidão se assustou e a maioria temeu pelo pior.
O Museu do Cairo, que guarda uma das maiores coleções culturais do mundo, estava no caminho do fogo. Dentro dele há cem mil peças. Algumas, consideradas símbolos do Egito.
Do lado de fora, uma cena impressionante: em uma cidade quase sem segurança, os próprios manifestantes se deram os braços para formar uma barreira humana contra a destruição da história.
Mesmo assim, saqueadores conseguiram entrar pela parte de cima do prédio. Eles quebraram objetos, roubaram a lojinha de presentes e danificaram duas múmias que faziam parte da coleção de objetos retirados da tumba de Tutancâmon.
Horas depois, o exército egípcio apareceu para proteger o prédio e as peças históricas. Outros museus também foram invadidos: um próximo ao Canal de Suez e um perto das pirâmides.
Não se sabe ainda o que foi roubado ou destruído.
Os tesouros egípcios da época dos faraós são patrimônio da humanidade porque contam um pouco da história da civilização.
No Egito, surgiram avanços na matemática, engenharia e na escrita, por exemplo. Em Nova York, é possível encontrar uma parte desse tesouro no Museu Metropolitan.
Por tudo isso, especialistas do mundo inteiro ficaram preocupados com o que viram nas imagens registradas no Cairo.
Bob Brier, especialista em múmias, diz que no Museu do Cairo está depositada a história do Egito e que dói ver as peças que pertenceram ao faraó Tutancâmon destruídas
Poderia ter sido pior, não fossem os moradores do Cairo, que se uniram para proteger seus tesouros. Pelo menos eles já fizeram história.

Fonte: Site Jornal Nacional - TV Globo
Disponível em: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2011/01/populacao-se-une-no-egito-para-evitar-destruicao-do-museu-do-cairo.html

0 comentários:

Postar um comentário