domingo, 9 de junho de 2013

A Estranha Derrota - livro inédito de Marc Bloch traduzido para o português


Escrito em apenas três meses, logo após a derrota francesa frente ao Exército alemão, em 1940, esse relato escapou por pouco de se perder. Só foi publicado seis anos mais tarde, depois da libertação da França e do assassinato de seu autor, o historiador Marc Bloch, fuzilado pela Gestapo em 1944. Nesse período, Bloch fez uma análise da história que se desenrolava diante de seus olhos, e da qual era participante ativo. Soldado nas duas guerras mundiais, ingressou na Resistência francesa e passou à clandestinidade após a ocupação nazista.

Inédito no Brasil, A Estranha Derrota é um testemunho essencial para todos os que desejam compreender algumas contradições de um dos momentos mais trágicos da história, a Segunda Guerra. Bem-escrito e envolvente, o livro foi dividido pelo autor em três partes: “Apresentação”, onde explica por que achava necessário dar seu testemunho sobre a derrota; “O depoimento de um vencido”, em que relata o caótico cotidiano da guerra; e “Exame de consciência de um francês”, onde aponta a responsabilidade de cada setor da sociedade para a vitória do nazismo.

Essa edição traz ainda outros documentos que ajudam a compor um painel da sociedade francesa durante a guerra, como o testamento redigido pelo próprio Bloch em 1941, ciente do risco de morte que corria. Nele, pede, entre outras coisas, que sejam lidos em seu funeral os cinco elogios militares que recebeu nas duas guerras, incluídos nesse livro. O volume também ajuda a revelar o perfil do maior historiador francês de sua época, fundador da École des Annales, que contribuiu para mudar o enfoque dos estudos históricos (até então voltados para fatos políticos do passado) ao buscar apreender o homem na sociedade de seu tempo.

MARC BLOCH nasceu em 1886 em Lyon, na França, filho de um eminente professor de história de origem judia. Formou-se em história na Sorbonne e, a partir de 1909, começou a publicar seus primeiros artigos sobre história medieval, área a que se dedicou.

0 comentários:

Postar um comentário