terça-feira, 29 de março de 2011

Aos 91 anos, morre Rudi Armin Petry, ex-presidente do Grêmio

Ex-presidentes do Grêmio, Duda Kroeff e Rudi Armin Petry
Foto:  Giovani Neves Junior  /  Grêmio

Conselheiro era considerado um dos maiores dirigentes da história do clube
Morreu na tarde desta terça-feira, aos 91 anos, Rudi Armin Petry, considerado um dos maiores dirigentes da história do Grêmio. Presidiu o clube nos anos de 1966 e 1967. Entre todos os ex-presidentes do clube que continuavam vivos, ele era o mais velho. Também esteve no comando do departamento de futebol diversas vezes.

Petry foi dirigente em grandes épocas do Grêmio. Começou sua carreira no clube em 1963, quando assumiu como diretor de futebol. Naquele ano, o Tricolor conquistou o segundo dos sete títulos gaúchos em sequência. Outros dois títulos dessa série, em 1966 e 1967, foram conquistados com Rudi Armin Petry na presidência. Sob o comando dele, passaram grandes jogadores, como Airton, Alcindo, Vieira, Sérgio Lopes, Juarez, Ortunho, entre outros.

Blog do David: Morreu um dos maiores personagens do futebol gaúcho

Foto: Mauro Vieira, Banco de Dados ZH
Rudi Armin Petry também participou das maiores conquistas da história do Grêmio. Ele foi o diretor de futebol do time campeão da América e do Mundo em 1983 ao lado de Tulio Macedo.

Em 2010 o clube homenageou o antigo dirigente colocando o seu nome em uma sala no Estádio Olímpico, onde funciona o Departamento de Comunicação e Marketing, o Instituto Geração Tricolor e o Departamento de Desenvolvimento Organizacional do Tricolor. 

Petry foi o criador da célebre frase "assunto de economia interna".

A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos. Segundo o filho, Paulo, "o pai descansou". 

O velório será na quarta-feira, a partir das 7h, no Salão Nobre do Estádio Olímpico. Ele será cremado em São Leopoldo à tarde. O horário da cremação ainda não está definido.

Rudi Armin Petry deixou os filhos Paulo, 54 anos, e Daniel, 51, e os netos Guilherme, Luíza, Mariana e Roberto.
O maior rival também divulgou nota oficial lamentando a morte de Rudi Armin Petry. O Inter decretou luto oficial de três dias pela perda de um dos maiores dirigentes do futebol gaúcho.

Fonte: site do Jornal Diário de Santa Maria

0 comentários:

Postar um comentário