segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Patrimônio Arqueológico

A Arqueóloga Niède Guidon numa escavação em sítio arqueológico
no Parque Nacional da Serra da Capivara no Estado de Piauí
Divulgação/Imagem: FUMDHAM
Todos os sítios arqueológicos são definidos e protegidos pela Lei nº 3.924/61, sendo considerados bens patrimoniais da União. O tombamento de bens arqueológicos é feito excepcionalmente, por interesse científico ou ambiental.

São considerados sítios arqueológicos as jazidas de qualquer natureza, origem ou finalidade, que representem testemunhos da cultura dos paleoameríndios; os sítios nos quais se encontram vestígios positivos de ocupação pelos paleomeríndios; os sítios identificados como cemitérios, sepulturas ou locais de pouso prolongado ou de aldeamento "estações" e "cerâmios; e as inscrições rupestres ou locais e outros vestígios de atividade de paleoameríndios. Atualmente, cerca de 19 mil sítios arqueológicos já foram identificados pelo Iphan.

Na pesquisa é possível consultar as informações sobre os sítios arqueológicos brasileiros cadastrados no Sistema de Gerenciamento de Sítios Arqueológicos do Iphan.
Bens arqueológicos tombados
Conheça o catálogo de cerâmicas históricas
Sistema de Gerenciamento de Patrimônio Arqueológico 

Fonte: IPHAN Disponível em:  http://portal.iphan.gov.br/portal/montarPaginaSecao.do?id=12944&retorno=paginaIphan

Link relacionado:


Patrimônio Arqueológico, por Rossano Lopes Bastos. Dicionário de Direitos Humanos.  Disponível em: http://www.esmpu.gov.br/dicionario/tiki-index.php?page=Patrim%C3%B4nio+arqueol%C3%B3gico

Sítios Arqueológicos. Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM). Disponível em: http://www.fumdham.org.br/sitiosarq.asp

0 comentários:

Postar um comentário